domingo, 1 de abril de 2018

1° de abril - Dia da mentira - #sóquenaum

Hoje é um dia muito especial. Sim é comemorada a Páscoa! Feliz Páscoa para todos. Mas não é só por isso. É um dia que eu pensava que nunca chegaria. Que a minha lista de espécies de aves fotografadas ultrapassasse todas as barreiras que eu julgava impossível. 


Os 20 primeiros colocados no Wikiaves

É um dia que eu teria que fazer uma lista gigantesca das pessoas que me ajudaram a chegar aonde cheguei e agradecer um por um. Praticamente impossível. Por isso, sem incorrer em risco de esquecer ou desmerecer alguém, eu irei apenas mencionar os responsáveis pela chegada na reta final, ocorrida durante a última expedição que se encerrou na segunda próxima passada. Em breve essa viagem será minuciosamente relatada aqui no bloguinho.

Fotos feitas em Roraima e Amazonas
🚫 All rights reserved. Don't use without express authorization.


De 08 até 18/Março/2018, eu percorri Roraima, guiada pelo grande Francisco Diniz, da Makunaima Expedições, que não mediu esforços para colocar 42 lifers na frente da minha lente, me dando a oportunidade de costurar com honras a bandeira daquele Estado no meu colete fotográfico. Em Caracaraí contamos com o apoio do guia local Paulo Gois, uma pessoa super prestativa. E o Francisco ainda me levou fazer um "country-lifer".


meus três coletes

Como foi a minha primeira vez em Roraima, ainda estava sendo possível encontrar muitas novidades e fazer uma quantidade expressiva de espécies exclusivas por lá. 

Já no retorno de Roraima, fiz um "pit stop" de 8 dias no Amazonas e fechei com o casal Vanilce e Luiz Fernando Carvalho, da Amazonas Birdwatching, um pacote específico para ver os bichos que compunham minha difícil lista de lifers. Sabia que sendo a minha quarta vez no Estado e tendo feito muitos lifers em Roraima, ia precisar dos esforços conjuntos do casal para encontrar e fotografar os complicados bichos que habitam aqueles biomas. 

E com isso obtive um número surpreendente de lifers. 23 para ser exato. Todos muito cascudos, como a Van gosta de dizer. Ainda bem que o casal não cobra por bicho cascudo e sim por diária. (ai, Silvia, num dá ideia kkkkk)

Nenhum dos 65 foi fácil. Alguns resultaram em fotos esplêndidas, outros em razoáveis borrões que, devido às condições extremas impostas pelas dificuldades na sua produção, não me envergonho de postar. Outros nem deram as caras, ou "mal" deram as caras ... kkkkk

É um resultado efêmero e torço por isso. Assim aumenta meu desafio e de todos que fotografam aves. Quem me conhece sabe que não viajo apenas em busca de lifers. Sim, também por lifers. Eles impõem objetivos e metas a uma expedição, direcionam os roteiros e os guias. 

Mas quem já me guiou pode dizer que não foi uma nem duas vezes que pedi para parar a fim de clicar um simples quero-quero ou uma corujinha-buraqueira. 

quero-queros em Boa Vista
🚫 All rights reserved. Don't use without express authorization.

Só que é muito mais que isso. Viajo em busca de colecionar amizades, emoções, risos e alegrias na minha vida urbana um tanto quanto solitária. Eu espero que minha trajetória exitosa sirva de incentivo a todos os amigos e pessoas que amam a natureza e buscam viver suas vidas intensamente. 


Momentos de alegria durante a expedição Cascudos do Norte (RR e AM)

Para chegar aqui foi necessário muito estudo, planejamento, dedicação, disposição e superação, além de uma disciplinada poupança na Caixa (ter sido bancária por tanto tempo ajudou muito nesse quesito kkkk). 

E muita racionalidade na hora da tomada de decisões. Seja para escolher um roteiro ou decidir por esse ou aquele guia, levando em conta diversas premissas para que o custo x benefício fosse equilibrado. 

Dessa forma eu pude viver momentos incríveis dentro do Birdwatching. Desde apreciar a rolinha mais rara do Brasil até encontrar tão sonhadas aves como a jandaia-amarela ou o papa-formiga-de-topete

papa-formiga-de-topete (Pithys albifrons) e jandaia-amarela (Aratinga solstitialis)
🚫 All rights reserved. Don't use without express authorization.

São incontáveis os momentos que senti os olhos cheios de água, o coração descompassado e acelerado e as pernas bambas. Também colecionei momentos de erros, dor, desespero e frustrações, que aprendi a superar e ainda me serviram de lição para driblar os episódios ruins da vida.

Enfim, hoje acordei "oficialmente" como a número um do Wikiaves. Sou a segunda mulher no Brasil a ocupar esse posto. Agradeço a todos (sem exceção) que estiveram ao meu lado, que torceram por mim, de corpo presente ou na forma virtual, por meio das redes sociais. E, principalmente, todos que me guiaram ou me deram suporte nesses anos todos. 

Cada bate papo, cada comentário, cada "like", serviu como uma xícara de café. Me deu ânimo e incentivo para ir sempre em frente. Dessa forma, todos, sem exceção, sintam-se abraçados por mim neste momento especial em sinal do meu agradecimento.


     


E por fim, um agradecimento mais do que especial ao Reinaldo Guedes, proprietário do Wikiaves, site que tanto adiciona à ciência quanto proporciona imenso conhecimento aos observadores de aves, permitindo que pessoas como eu atue como cientista cidadão.

E já vou deixando um recado, não perca o Avistar 2018, que começa na sexta dia 18 de maio no Butantã. Eu e as Birding Ladies teremos muitas histórias interessantes para contar.

Para finalizar um vídeo sensacional da amiga querida Keyla Fogaça, com uma música sobre a Amazônia.



*
*

10 comentários:

  1. Parabéns! Senti em mim a sua alegria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marcelo, sua terra de coração foi primordial nessa conquista.

      Excluir
  2. Parabéns Silvia Linhares, imagino mesmo sua alegria. Tantas histórias, aventuras, amizades, e felizmente quem mais ganha com tudo isso são nossas aves. Sucesso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Willian, agradeço seu carinho. É bem isso mesmo. E toda vez que tiver um gavião pra postar, vou te consultar antes kkkkkkkk vai que o "asão" engana...

      Excluir
  3. Parabéns Silvia! Dedicação e perseverança magníficas. Rubens

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Silvia! Sua dedicação, estudo, esforço, admiro tudo isso em vc e é o que me inspira a passarinhar e fotografar! E que venham mais passarinhos!!

    ResponderExcluir
  5. Show demais Silvia, com certeza pelo seu empenho esta posição é mais que merecida.Sucesso sempre é Bora finalizar a lista Brasil...Faltam apenas uns quatrocentos e pouco, rsss.

    ResponderExcluir
  6. ronaldo rodrigues de moraes2 de abril de 2018 11:09

    Meus parabéns Silvia pelo excelente trabalho realizado e que marca incrível!!! Tenha certeza que você é merecedora de tudo que está acontecendo contigo!!!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Sílvia! Muito especial toda sua trajetória. 1478 espécies é um número super respeitável. Que venham ainda mais! Abraços

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, Silvia! É uma conquista que exigiu muita perseverança e eu sei que o seu amor pelas aves e natureza transcende qualquer mérito pessoal. Hoje cada ave que você fotografou está sorrindo para a natureza, cada uma com o próprio canto e encanto.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu Blog pessoal!