sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Onda verde: O que é ser amigável com o planeta

Na fila do supermercado, o caixa diz uma senhora idosa:
- A senhora deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que sacos de plástico não são amigáveis ao meio ambiente.
A senhora pediu desculpas e disse:
- Não havia essa onda verde no meu tempo.

O empregado respondeu:
- Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com  nosso meio ambiente.

- Você está certo - responde a velha senhora - nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente. Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.
Realmente não nos preocupamos com o meio ambiente no nosso tempo. Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios. Caminhamos até o comércio, ao invés de usar o nosso carro de 300 cavalos de potência a cada vez que precisamos ir a dois quarteirões.

sábado, 5 de novembro de 2011

Estorninhos fazendo evolução no céu

Vejam quantos estorninhos...show!!! Achei tão fantástico que resolvi postar aqui
by Sophie Windsor Clive

A história das coisas

Veja de onde vem as nossas coisas e para onde elas vão. Saiba mais sobre os limites do nosso Planeta!


terça-feira, 4 de outubro de 2011

Festival das Aves Migratórias 2011

De 13 a 16 de outubro, a cidade de Tavares, no Rio Grande do Sul, vai receber o IX Festival Brasileiro das Aves Migratórias. E o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, Unidade de Conservação gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizada no Rio Grande do Sul, é parceiro do festival. O evento conta ainda com apoio da Secretaria de Turismo e da Prefeitura de Tavares.

Na programação do festival estão apresentações artísticas locais, passeio ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe, palestras e cursos sobre a conservação das aves migratórias, além de técnicas básicas de fotografia de aves.

Paralelas ao festival, duas exposições fotográficas e uma de réplicas estarão acontecendo. Entre as atividades previstas durante o evento estão: identificação do canto das aves do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, jogos educativos da avifauna da região e a percepção do meio ambiente pela comunidade de Tavares.

Para ver a programação completa do IX Festival Brasileiro de Aves Migratórias, clique aqui.

Ascom ICMBio
(61) 3341-9280

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Aves da minha rua

Moro no 3º andar de uma área extremamente urbanizada e vários "bichinhos" me brindam todos os dias com o seu cantar, ...ontem e hoje consegui várias fotos deles...

Fico pensando, quantas aves passaram batidas pelos meus olhos e ouvidos durante minha vida, mas depois que comecei a observá-las e fotografá-las vejo o tanto que elas estão presentes no nosso dia-a-dia. E não são só pombas e pardais. Aqui tem Sanhaçus, Alma de Gato, Cambacica, João de Barro, Sabiá-Laranjeira, Suiriri, Avoantes, Periquitos e tenho certeza que nas árvores ao redor tem muito mais...

Cambacica (Coereba flaveola) – Bananaquit

Cambacica (Coereba flaveola) – Bananaquit

Cambacica (Coereba flaveola) – Bananaquit
Sanhaçu-do-coqueiro (Tangara palmarum) - Palm Tanager
Alma-de-gato (Piaya cayana) - Squirrel Cuckoo
Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus) - Great Kiskadee
Periquito-rico (Brotogeris tirica) - Plain Parakeet
Suiriri (Tyrannus melancholicus) - Tropical Kingbird

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Parahawking in Nepal - The Best of 2010/2011

Se você está achando que a sua opção de turismo para as próximas férias está um pouco tediosa, que tal voar com parapentes com a ajuda de falcões e urubus? Parece bizarra a mistura de parapente com falcoaria, mas por 147 dólares (aproximadamente 300 reais), uma empresa de turismo do Nepal oferece este insólito passeio.

Embora a cidade de Pokhara, no Nepal, não tenha as mesmas opções culturais de Katmandu, capital do país, foi lá que esta incrível opção de turismo se instalou, depois do parapente tradicional já ser uma opção comum na região. O esporte é uma forma de voo não motorizado que utiliza o mesmo princípio de voo de muitos pássaros, que utilizam bolsas de ar quente para se manterem planando. Pokhara é quase um paraíso para o mercado de parapente: a latitude e o clima local fornecem ventos confiáveis para a atividade durante sete meses seguidos.

Além disso, o local tem uma das visões de alguns dos lagos e montanhas mais belos do país. O início da atividade Scott Mason era apenas mais um aventureiro quando chegou ao Nepal, há oito anos. Um dia antes de ir embora do país, ele resolveu experimentar um voo com o parapente, e notou que no local havia muitas aves de rapina. Apaixonado por esses pássaros desde a infância, Mason se perguntou se seria possível treinar os pássaros para ajudar os pilotos nas bolhas de ar.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

X Semana Voando com as aves da cidade 2011

Foto: Silvia Linhares
Local: Parque do Ibirapuera
Mini Curso de Observação de Aves do Parque do Ibirapuera.(para servidores, universitários e munícipes)

Cronograma
03/10 - 8:00 às 12:00 - aulas teóricas
Técnicas para Observação de Aves - Biol. Anelisa F. de Almeida Magalhães - DEPAVE3/SVMA
Diversidade das Aves na Cidade de São Paulo - Biol. Marcos Melo - DEPAVE3/SVMA

 04/10 - 7:00 às 12:00 - aula prática e trabalho em grupo
Observação de Aves pelo Parque do Ibirapuera - Técnicos e estagiários do DEPAVE3/SVMA
Atividade em grupo - Classificação das aves observadas

05/10 - 8:00 às 12:00 - palestras

O valor dos corredores florestais para a conservação das aves em paisagens fragmentadas - Biol. e Ms. Carlos E. Candia-Gallardo - LEPAC/USP
Fotografia de Aves de Vida Livre - Med. Vet. Ms. Samuel Eurich Betkowski - VRA/USP


Local: Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz
Av. IV Centenário, 1268, portão 7A, Viveiro Manequinho Lopes :: Parque do Ibirapuera :: São Paulo :: SP
 
Inscrições gratuitas [vagas limitadas] de 8 a 16 de setembro de 2011, através do e.mail: cursosfauna@prefeitura.sp.gov.br



Realização: DEPAVE 3 – Fauna

domingo, 4 de setembro de 2011

Descubra o mundo maravilhoso das AVES

O colega do CEO, Gilberto Lima, lançou um belo DVD,  com duração de 34 minutos,  mostrando momentos de 40 espécies de AVES BRASILEIRAS.

Adquira o seu clicando aqui.



Veja listas com os nomes populares, científicos e em inglês.

domingo, 21 de agosto de 2011

Filme sobre observadores de aves traz à tona problemas em praticar este hobby no Brasil

Ainda estamos longe?
Filme sobre observadores de aves traz à tona problemas em praticar este hobby no Brasil
por Bruno Francheschi Troiano


A comédia The Big Year, baseada no livro de Mark Obmascik The Big Year: A Tale of Man, Nature and Fowl Obsession, estreia em outubro nos Estados Unidos e divulga ao público um hobby cada vez mais comum: a observação de aves, ou birdwatching.

O filme mostra três homens disputando uma competição de observação. O objetivo dessa disputa é ver quem consegue encontrar as aves mais raras dos Estados Unidos. O trio é formado pelos atores renomados Jack Black, Steve Martin e Owen Wilson. O filme ainda estará recheado de personagens presentes na vida dos ornitólogos de todo o mundo, como uma pesquisadora de aves marinhas e um blogueiro de aves – que, aliás, será interpretado por Jim Parson, o famoso Sheldon de The Big Bang Theory.

sábado, 20 de agosto de 2011

Diário off-road de três fotógrafas “birdwatchers” durante uma semana no Pantanal Norte

Essa viagem só aconteceu porque minha amiga  Carmen Bays me convidou em janeiro desse ano quando eu fiquei encantada com as fotos que ela fez lá em outubro do ano passado. Ela teve um sonho, que era eu sentada numa banqueta fotografando na Transpantaneira.

sonho realizado - foto by Carmen Bays
Convidamos outra amiga,  Mônica Ruiz, que topou na hora. Pesquisei muito, pois queria que a Carmen fizesse algo diferente do que fez ano passado (ir e vir pela Transpantaneira), e optei por fazer um plano de viagem que incluísse Day - use nas pousadas por lá. O Plano recebeu o nome de Tuiuiú e contém os nomes/localização das pousadas e telefones onde iríamos fazer “Day - use” e até uma planilha com os custos estimados. Contatei as pousadas que me pareceram interessantes e anotei tudo.

Nossa aventura começa com um tragicômico episódio. Seria triste se não tivesse tido um final feliz. Carmen é de Joinville e veio na sexta à noite (05/08) para São Paulo. Esqueceu a mochila no bagageiro do avião com TODO o equipamento fotográfico e o note book nela. Ficou em desespero até o moço da companhia entregar sua mochila intacta. A gente nunca presta atenção quando a comissária diz. “Não esqueçam de verificar seus pertences no compartimento superior”.

Saiba que existem 2 pantanais: o da seca (agosto a dezembro) e o da cheia (janeiro a julho). Escolhemos a seca porque é mais acessível andar por todos os caminhos. Mas é mais quente e aumenta a quantidade de mosquitos. Agora era só esperar o dia seguinte para iniciar a nossa aventura.


Eu, Mônica e Carmen - by self timer

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Reflexo mortal é ignorado


Céu e nuvens no espelho da sede da Procuradoria-Geral da República. Foto: Aldem Bourscheit

O Brasil não tem números para o problema, mas nos Estados Unidos cerca de cem milhões de aves morrem todo ano em trombadas com prédios. São espécies nativas e exóticas e o prejuízo é grande à dispersão de sementes e à polinização, úteis à perpetuação de florestas e à agricultura. Um dos raros estudos feitos aqui mostrou que mais de cem animais de vinte espécies perdem a vida todos os anos nas fachadas espelhadas da Procuradoria-Geral da República, em Brasília.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Evento reúne observadores de aves

Foto: Silvia Linhares
Aves de Mogi e região do litoral paulista ganharão destaque durante o 2º Encontro de Observação

Visando estimular o desenvolvimento turístico e econômico de Mogi das Cruzes e criar uma nova alternativa de passeio na Cidade, a Coordenadoria de Turismo, em parceria com colaboradores da região e o Grupo de Observação de Aves de Ilhabela e Ubatuba, realizará a partir de amanhã o segundo Encontro de Observação de Aves. O evento, que em sua primeira edição ocorreu em Ilhabela, no litoral paulista, tem como objetivo discutir propostas e consolidar os planos de se implantar um circuito turístico de observação de aves da região e litoral, tanto para profissionais como para amadores.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Saída fotográfica com o Grupo Luminous

Quer ver as aves de Bertioga, mesmo num dia de chuva? Assista o vídeo-foto a seguir. Bertioga é um lugar muito legal. É uma cidade muito tranquila, seus habitantes são muito corteses e interativos e já temos planos para retornar.


quinta-feira, 14 de julho de 2011

Aves no Jardim Botânico de São Paulo

Hoje (14/07/11) fui ao Jardim Botânico, um dos lugares mais aprazíveis de São Paulo!

Logo ao chegar dô de cara com um Tucano-do-bico-verde, abri a mochila, puxei a câmera, fiz essa foto e ele foi embora...fiquei rodeando a árvore esperando ele e nada...

Mas o final dessa história você confere nesse vídeo-foto


Cerejeiras no Ibirapuera - parte II

Cerejeiras no Ibirapuera - parte II


quarta-feira, 13 de julho de 2011

Ninguém gosta de acordar cedo, exceto se você for passarinheiro!

Ninguém gosta de acordar cedo, exceto se você for passarinheiro e o despertador tocar para mais uma passarinhada. Fui convidada na segunda à noite pelo meu amigo Carlos Eduardo Godoy para irmos na terça cedo ao Parque do Ibirapuera. Despertador toca, levanto rapidinho, troco de roupa, tomo café. Godoy me aguarda no portão do prédio e lá vamos nós para o parque. Dia amanhecendo, sol nascendo, plena terça-feira e o parque ainda vazio...que maravilha.


Já na chegada somos brindados por cantos anunciando um dia de inverno não tão frio e muito ensolarado. Ou seja um dia perfeito. Rodeamos o lago e vamos clicando e observando as aves por onde passávamos. Muitos sabiás-laranjeiras e Joãos-de-barro. Bando de Chopins forravam o gramado. Uma lavadeira-mascarada e um cisne-negro me proporcionam uma das fotos mais bonitas do dia. Uma garça-moura parecia adormecida em pé, até quando chegamos perto e ela voou estendendo suas grandes asas céu acima. O lago fervilhava de aves, Cisnes, Quero-queros, Frangos D'água, Marrecos, Patos, Gansos, Biguás, Irerês, Urubus, todos brindando o dia de sol que se anunciava...

E como diz minha amiga Ângela, os bem-te-vis têm um canto estridente e irritante, mas que são bonitinhos, são. Uma mais que o outro. De repente, à minha frente, percebi um grande movimento do outro lado do lago. Uma profusão de tons rosas provenientes de cerejeiras floridas. Apertamos o pé e chegamos lá...Foi uma festa para os olhos...Periquitos-ricos brincavam com as flores da Sakura e das Eritrinas. Sanhaços, Beija-flores, Cambacicas, Corruíras, pulavam de galho em galho, enchendo o ar com seus cantos e cores. Depois de um tempão fotografando sem cansar, resolvemos caminhar até o Viveiro Manequinho Lopes. Lá, as Corruíras ficaram disputando para ver quem fazia pose mais bonita para as nossas câmeras! E ainda cantavam alto para chamar a nossa atenção. Na parte de mudinhas, Anús-preto, um Sabiá-do-campo, mas Bem-te-vis e faziam a festa...

Só ficamos frustrados porque o Cardeal não deu as caras. Vamos voltar amanhã, e quem sabe ele estará lá.

Veja como foi nosso passeio no vídeo-foto que prepararei especialmente para mostrar uma manhã no Ibirapuera.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Evento na sede do Grupo Luminous de Fotografia

Ontem tivemos a honra de participar de um evento na sede do Grupo Luminous de Fotografia. Eu fui acompanhada do amigo e fotógrafo Carlos Godoy  e pudemos desfrutar de uma excelente palestra (mais um bate-papo) com o fotógrafo de natureza Luiz Cláudio Marigo.

Agradecemos ao Presidente da Luminous, Ourivaldo Barbosa do Valle pela calorosa recepção.

Evento na sede do Grupo Luminous de Fotografia - Silvia Linhares (esquerda) e Luiz Cláudio Marigo (direita)

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Aviso: fotógrafo também cobra por seus trabalhos

Por Rodrigo Baleia - 23/02/2010

No mesmo dia em que fotografei a seca do rio Manaquiri iniciei a distribuição as imagens por meio da agência Getty Images com o título de "Drought Affects Amazon Basin".
Não demorou para que meu celular começasse a tocar sem interrupção por cerca de quatro dias. Jornais, revistas e sites querendo imagens sobre o assunto e, por incrível que pareça, todos os telefonemas tiveram dois pontos em comum: o primeiro foi o interesse pelo assunto da seca na Amazônia e segundo era que todos esperavam que eu doasse o meu trabalho.

domingo, 3 de julho de 2011

Você se imagina vivendo dentro de uma gaiola?

Esta obra está exposta no XXIX Salão de Artes Plásticas de
Rio Claro - SP. Ela choca.

É tema que talvez possa gerar reflexão, agitando tanto as mentes de vítimas ou autores de torturas contra seres humanos como as de muitos ecologistas que acham ter encontrado lugar para os que aprisionam aves.

Aves devem viver livres. Um bom exemplo são os Moradores que libertaram pássaros que viviam presos em gaiolas em MG.

O autor desta obra é Eraldo Carlos Lacerda, e conquistou Medalha de Prata na Categoria Contemporâneo. A exposição está aberta desde 18.06 e vai atéo final de julho.

Mais informações sobre o evento:
http://www.canalrioclaro.com.br/?pg=noticia&id=2024

Moradores libertam pássaros que viviam presos em gaiolas em MG

Em Fortuna de Minas, pássaros dos mais variados tipos como joão-de-barro, pica-pau e beija-flor se misturam e passam a viver livres das gaiolas.

Quanto carinho, quanto afeto e dedicação com os animais. Mas, nesse mundo de afeições mútuas, nem tudo é perfeito. Os animais que, muitas vezes, preenchem o vazio afetivo de seus donos são vítimas de maus-tratos, do tráfico, do abandono e condenados a trabalhar até não aguentar mais. Mas, espalhado pelo Brasil, há um exército de homens e mulheres que erguem a voz e vão à luta contra a indiferença, e é isso que faz a diferença.

Fortuna de Minas, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, é uma cidade linda, bem pequena. Tem menos de três mil habitantes. Todo o mundo se conhece e sabe das alegrias, tristezas e até das inquietações do outro.

Um dia, um de seus moradores olhou para o céu, para as árvores, e percebeu que estavam vazios. Ficou em silêncio, mas não ouviu o canto dos pássaros que gostava de escutar desde pequeno. Os trinca-ferros, papa-capina e canários da terra não voavam mais por Fortuna de Minas.


quinta-feira, 30 de junho de 2011

Torneio de Wimbledon usa gaviões para preservar gramados

O gavião-asa-de-telha Rufus está ajudando na
preservação dos gramados de Wimbledon

Os organizadores do torneio de tênis de Wimbledon, na Inglaterra, estão empregando gaviões para ajudar na tarefa de preservação dos gramados.

A tarefa dos animais treinados é espantar pombas e outros tipos de bichos que estragam piso do tradicional torneio, onde tenistas de primeira linha, como Maria Sharapova e Rafael Nadal, disputam um dos troféus mais cobiçados do esporte.

Os gaviões-asa-de-telha pertencem a uma empresa britânica que aluga aves para diversas atividades no dia a dia.

Veja o vídeo a seguir

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Conheça a cigarra-verdadeira, uma espécie que, apesar do nome, é uma ave

Foto: Silvia Linhares (Parque da Cantareira)
Em qualquer festa de aniversário, na hora da foto, ele é lembrado. Junto da pose e do sorriso, o “olha o passarinho!” é inevitável. Então, é claro que, nesta Galeria especial, quem ganha o cartaz é a cigarra-verdadeira, uma espécie que, apesar do nome, é uma ave que tem um canto semelhante ao som emitido pelas cigarras.

Parente dos canários, a cigarra-verdadeira é encontrada somente na mata atlântica. Vive em grupo e realiza longos vôos, sendo que gosta de sobrevoar áreas mais abertas, como pântanos e plantações de arroz. Não costuma ficar muito tempo na mesma área da floresta.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Acasalamento da Mãe-da-lua ou Urutau - veja o vídeo!

http://luis.impa.br/
O Mãe-da-lua é um Caprimulgiforme da família Nyctibiidae. Conhecido também como Urutau, Urutau-comum, Kúa-kúa e Uruvati (nomes indígenas - Mato Grosso). O nome Urutau é tupi e significa “ave fantasma”. Há uma crendice na Amazônia de que as penas da cauda do urutau protegeriam a castidade. Por isso, a mãe varre debaixo das redes das meninas com uma vassoura confeccionada com estas penas.

Mede cerca de 37 cm de comprimento, 80 cm de envergadura e pesa entre 160 e 200 g (macho). De cor cinza ou marrom mesclando vários tons destas cores com o branco e o preto (rajado, no popular). Possui uma adaptação única em aves, chamada de “olho mágico”. São duas fendas na pálpebra superior, as quais permitem que fique imóvel por longos períodos, observando os arredores, mesmo de olhos fechados.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Consulta Pública Aberta - Imagem em Unidades de Conservação Federal

Tão logo nos deparamos com o desmonte da legislação ambiental e a imagem dos orgãos ambientais federais associadas na impreensa a tantos empreendimentos impactantes em nossa paisagem natural, percebemos o quanto se faz importante nossa participação política neste processo democrático de consulta pública.

O Instituto Chico Mendes abriu o diálogo com os praticantes de uma atividade que sempre foi uma das maiores aliadas das Unidades de Conservação, a fotografia, recebendo nosso Conselheiro Fábio Colombini no gabinete da presidência do Instituto no dia 20 de maio passado em Brasília.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Socorro! Alguém me tira daqui!

Sou contra manter aves em cativeiro! Você seria feliz se vivesse preso em uma jaula? Nem elas...
Aprenda a observar aves no seu habitat. Seja consciente, pratique a preservação do meio-ambiente.

Aves livres são mais felizes.

domingo, 29 de maio de 2011

O que fazer num domingo muito frio e com céu azul?

Domingo frio com sol gostozinho e céu azul, amigos passarinheiros e fotógrafos gripados sem poder sair de casa, elite das aves em campo, mas só a cúpula, então o que fiz? Levantei 6:30h e fui sozinha para o  Parque do Ibirapuera “caçar” passarinhos com minhas lentes... Levei só a SX30IS. Deu prá brincar...Tinha muito pouca gente quando cheguei, mas uma festa para os meus olhos no gramado logo que cheguei.


Nenhum lifer novo, mas como amo observar os penosinhos, até um sabiá-laranjeira gordinho ou um gritão bem-te-vi para mim é uma festa. As eritrinas estão começando a florir e a paisagem do Parque, mesmo no inverno, está muito bonita, verde e agradável.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Saiba quem votou contra ou a favor das alterações no Código Florestal

A Câmara dos Deputados votou a favor das alterações no Código Florestal. O Projeto de Lei 1876/99 foi aprovado por 410 votos contra 63 e uma abstenção.

A conservação ambiental deve estar acima dos interesses de deputados que promovem um modelo retrógrado de desenvolvimento. O Brasil precisa olhar para o futuro e ser o líder de uma economia verde, baseada no desenvolvimento sustentável, com uma agricultura responsável e sem "correntão" em matas nativas.

Veja na lista abaixo se os políticos que elegemos votaram contra ou a favor das mudanças no Código Florestal. Escreva aos seus deputados e manifeste sua opinião. E guarde esses nomes para os responsabilizarmos pelo futuro de nossas florestas e os impactos ambientais.


Fonte: Edson Calil/WWF

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Um par para lá de especial

Algo quase improvável, mas extremamente encantador. Fum é um gato preto e Gebra uma coruja de celeiro. Seriam presa e predador se essa amizade não os unissem, talvez sejam amigos reencarnados. Eu gosto dessa idéia, pois não consigo encontrar outra explicação. O amor e a amizade, na minha visão, transcendem o espaço e o tempo.

Assista o vídeo a seguir...>>>

domingo, 15 de maio de 2011

Concurso Avistar Brasil

No último dia 15, no teatro do Colégio Santa Cruz, em um gostoso espetáculo, a organização do Avistar Brasil revelou os premiados pelo Concurso de Fotografia Avistar 2011.

Antecedendo o evento, pudemos conhecer a simpática Martha Argel, Consultora da Wildlife Conservation Society, coordenadora do Projeto Aves do Brasil - Aproximando as pessoas e as aves, paulistana, bióloga com doutorado em ecologia de aves, escritora de literatura fantástica, crônicas e divulgação científica. Além de coordenadora do Projeto, atuou como tradutora do primeiro livro da série - Pantanal e Cerrado - Ed. Horizonte. Martha, muito simpática concedeu um autógrafo ao meu exemplar e ficou muito feliz que ele já está em uso a mais de mês.

Martha Argel e eu (Silvia Linhares)
Outro momento bacana aconteceu com Jarbas Agnelli contando a história de como o vídeo Birds on The Wires mudou a vida dele.

Resultado do Concurso Avistar 2011 - Melhor Fotografia

Melhor Fotografia - as melhores fotos de aves, segundo critérios fotográficos e estéticos
(fonte: Site Avistar Brasil)

Resultado do Concurso Avistar 2011 - Melhor Registro

Melhor Registro - os melhores registros de aves, segundo critério de raridade, singularidade do momento ou do comportamento
(fonte: Site Avistar Brasil)

Resultado Concurso Avistar Brasil - Primeiras aves

Primeiras Aves - Fotografia feitas com câmeras compactas
(fonte: Site Avistar Brasil)

Resultado do Concurso Avistar Brasil 2011 - Vox Populi

 Vox Populi - as melhores fotos escolhidas por voto popular 
(fonte: Site Avistar Brasil)

sábado, 14 de maio de 2011

Código Florestal: Entenda o que está em jogo com a reforma de nossa legislação ambiental

Animais sem teto - Autor: Cleber Mario Teles Borges de
Barros - Salvador - Concurso Humor Fenae
O coletivo de organizações não-governamentais ambientalistas SOS Florestas lançou esta semana em janeiro de 2011 a cartilha Código Florestal: Entenda o que está em jogo com a reforma de nossa legislação ambiental. A publicação busca explicar, com argumentos técnicos, científicos e históricos, as principais consequências das mudanças propostas pelos deputados ruralistas ao Código Florestal.

Com o documento, o SOS Florestas procura levar para parlamentares, imprensa e cidadãos brasileiros um debate que vem ocorrendo em portas fechadas, de forma tendenciosa sem ouvir o movimento social, especialistas e academia. A cartilha será distribuída para parlamentares e tem sua versão eletrônica disponibilizada na íntegra no site do WWF-Brasil.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Sensor nas Câmeras Digitais

Publicado por Claudia Regina em Dicas de Fotografia
 
Observação: O Material da Cláudia é tão bom que resolvi replicar aqui.

"Já falei no artigo 5 Mitos da Fotografia sobre o superestimado item observado na hora de comprar uma câmera: a resolução. Na realidade o fator que deveria ser levado em consideração antes da resolução de milhares de megapixels é o sensor.

O sensor fica na sua câmera digital no mesmo lugar onde ficava o filme na câmera analógica. Quando você tirava uma foto o filme rodava e ia para a próxima pose. O sensor não “roda”, ele manda a foto para o processador da câmera que manda para o cartão de memória, assim sua câmera fica pronta para a próxima “pose”.

onde está o sensor

É o sensor que vai definir a qualidade da sua imagem final. Entenda melhor os tipos e tamanhos de sensores e compre uma câmera que supra suas necessidades.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Sylvia é uma gênero de aves passeriformes

Toutinegra-de-barrete-preto (Sylvia atricapilla)
Macho recolhendo material para o ninho
Sylvia (género)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sylvia (gênero)
Sylvia é uma género de aves passeriformes, onde se classificam 24 espécies de felosas, papa-amoras e toutinegras.

O grupo ocorre na Europa, Sul e Sudeste Asiático, África e Arábia. São aves de pequeno porte, muito ativas, que se movimentam constantemente em busca dos insetos de que se alimentam. Habitam zonas de bosque e floresta aberta, campos agrícolas e áreas urbanas.

A maioria das espécies apresenta dimorfismo sexual e os machos distinguem-se, habitualmente, por manchas, riscas ou coroas pretas na cabeça. As espécies que nidificam em climas temperados são migratórias.

Sylvia
Sylvia borin
Sylvia borin
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Sylviidae
Género: Sylvia
Scopoli, 1769
Toutinegra-de-barrete-preto (Sylvia atricapilla)
Macho recolhendo material para o ninho

Espécies

 

quarta-feira, 27 de abril de 2011

A Observação de Aves

"O que agrada aos olhos faz bem ao coração."

Às vezes, é inusitado e até mesmo intrigante ver pessoas no campo, em rios ou matas, por horas a fio, atentas às aves, insetos, plantas e tudo mais, relativo à natureza. Ora permanecem escondidas, ora se deslocam daqui para lá e de lá para cá. Outras vezes, em silêncio, ficam imóveis demoradamente, parecendo estar dissolvidas no ambiente.

Quando inquiridas sobre tal comportamento dizem estar observando aves.

Para que serve um observador de aves?

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Momento único - Papagaios e Araras soltas no Pantanal em 2009

Projeto de soltura de araras e papagaios em parceria com IBAMA-SP / MT.

No dia 11/10/2009, na Pousada Araras Eco Lodge, no Km. 32 da Rodovia Transpantaneira, em Poconé MT, foram devolvidas à natureza 02 Iraúnas, 24 Papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) e 23 Arara-canindé (Ara ararauna).

Vieram da Associação Bichos da Mata, em Itanhaém SP; foram transportadas pela TAM Linhas Aéreas e de Cuiabá MT seguiram para a área de soltura. Ficaram uma semana em aclimatação, sendo finalmente devolvidas à liberdade. Veja abaixo o vídeo emocionate do momento da integração das aves ao seu habitat.

Nov/2010 - Dos quase 100 papagaios Aestiva que foram libertos no final do ano 2009, 18 ainda permanecem circulando pela área da soltura. Eles vão e voltam quando querem ou precisam completar a alimentação. O restante foram se enturmando aos poucos com papagaios selvagens que frequentam a área. O importante é que 100% das aves que foram soltas e procuraram se aproximar dos selvagens, foram aceitas sem restrições. E os papagaios selvagens mostram onde comer e onde dormir. Integrando totalmente. 23 araras canindés foram libertas e aos poucos foram embora acompanhando araras selvagens. Ainda hoje um casal liberto frequenta a área de soltura, visitando um ninho artificial que foi instalado na Pousada.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Animação "Rio" chama atenção para a preservação das aves livres na natureza

O filme Rio, produzido e dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, é uma grande celebração ao Brasil e suas riquezas naturais, especialmente as aves. O filme conta a história de Blu, ararinha-azul domesticada que nunca aprendeu a voar e que vem parar no Rio de Janeiro para uma emocionante aventura.


Abordando a temática das aves criadas em cativeiro, Rio representa uma grande oportunidade para discutir a questão com o grande público e disseminar a causa de conservação das aves e da natureza.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Olhar e não ver

por  Helio de La Pena

Há cerca de dois anos levei meu filho, na época com sete anos, para um passeio no Jardim Botânico do Rio. Não era um passeio qualquer e sim um encontro de observadores de aves.

Como toda criança, João curte bichos. Achei que iria gostar de ver uns pássaros e aprender um pouco sobre eles com ornitólogos e apreciadores de penosas. O efeito foi maior do que imaginava. O garoto passou a se interessar profundamente pelo assunto. Tornou-se frequentador assíduo deste encontro, me levando à tiracolo. Nos aniversários, ao invés de carrinhos ou bonecos, pedia binóculos, máquina fotográfica, gravador de som, todo o equipamento necessário para se tornar um observador de pássaros profissional.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Morta após agressão, coruja vira estátua na Colômbia

Você já deve ter visto esta história ao longo do último mês. A coruja-mascote do Atlético Junior de Barranquilla morreu depois de levar um chute do panamenho Luis Moreno, zagueiro do Deportivo Pereira.

Neste semana, o clube de Barranquilla inaugurou uma estátua em memória da ave vitimada pela agressão de um zagueiro sem compaixão. Apesar de não repercutir internacionalmente quanto a morte, a notícia da inauguração ganhou espaço nos jornais locais, como o La Libertad, de Barranquilla.

Crédito: Reprodução/La Libertad

De acordo com o jornal colombiano, a iniciativa de criar uma estátua para a coruja partiu do jornalista local Jorge Cura.

Veja como foi a agressão que terminou com a morte da mascote do Atlético Junior:


Fonte: UOL Esporte

terça-feira, 29 de março de 2011

A arte sem sair de casa

Falando um pouco de criatividade e arte, trouxe isso para vocês hoje...

Para quem está com aquela sensação esquisita de falta de inspiração e busca como desculpa para a falta de novas a chuva, o frio, calor demais, etc, visitem esse site e vejam quantas coisas podemos fazer sem sair de casa...

http://bentobjects.blogspot.com/

Observação de Pássaros em Ubatuba

Saiba onde observar pássaros em Ubatuba/SP


sexta-feira, 25 de março de 2011

Aves: Únicos animais viventes que têm penas

Registro fóssil da espécie Archaeopteryx lithografica
As aves são animais vertebrados que podem ser facilmente distinguidos pela presença de penas. A pena é uma característica exclusiva desses animais, ou seja, está presente em todas as espécies do grupo. Além disso, as aves não possuem dentes, são endotérmicas e apresentam um metabolismo elevado.

As aves podem ser encontradas em todos os continentes e, atualmente, já foram descritas cerca de 12.000 espécies. Entre as espécies desse grupo há uma grande variedade de formas, tamanhos e hábitos. Existem desde espécies com poucos centímetros de altura até espécies como o avestruz, que pode atingir mais de dois metros de altura.

Globo Reporter faz teste on line para reconhecimento das espécies de aves

Foto: Silvia Linhares
De acordo com o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, o Brasil tem 1825 espécies de aves, das quais 234 são endêmicas.

E você, conhece bem essas aves? Participe do desafio e teste seus conhecimentos.

Clique aqui para acessar o teste

segunda-feira, 14 de março de 2011

O que esperar na Lagoa do Peixe no Rio Grande do Sul

Uma extensa planície costeira, recortada por áreas de matas e banhados e uma enorme lagoa de 40 quilômetros de extensão e 1,5 km de largura. Este é o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, um local que abriga diferentes ecossistemas e que está localizado no extremo sul do Brasil. Ele foi criado em 1986 para proteger este que é um dos maiores santuários de aves migratórias do Hemisfério Sul. Cerca de 26 espécies de aves partem do Hemisfério Norte e outras 182 visitam o parque durante o ano.

Por do sol no Parque © Renato Grimm
Aves, como o maçarico-de-peito-vermelho, voam mais de 10 mil quilômetros desde o Ártico em busca de alimentação e abrigo. A fartura de crustáceos, moluscos e algas e o isolamento da área fazem da Lagoa do Peixe o local perfeito para procurar alimento e descansar. É um santuário a céu aberto.

Trilhas e Passeios:

Ainda sobre os avistamentos de aves na Base Aérea de São Paulo

Recebi contribuições do colega Fábio Ferrão e vou fazer um adendo ao post anterior

"Silvia, boa noite.

Sobre o seu comentário no link envio-lhe foto do quero-quero que vimos na pista do aeroporto, bem como fotos do Gavião Carijó que passou em cima de vocês quando estava indo embora, pois como saí um pouquinho antes acabei fotografando esse animal.

Ah! Encaminho foto da turma contigo.

Abraços, Ferrão"

Seguem as fotos feitas pelo Ferrão e sua esposa Dinêila

Foto de Fábio Ferrão Videira
Foto de Fábio Ferrão Videira

Foto de Dinêila Campos Ribeiro Videira
Foto de Fábio Ferrão Videira