quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Feitiço de penas...

Ao ser convidada pela Claúdia Komesu para compartilhar um momento mágico no Virtude-ag, como por exemplo: “A aparição de uma ave rara, alguns segundos ou minutos podendo observar bem de perto alguma ave ou outro animal, uma luz muito especial, o olhar do bicho, e mesmo fotos ruins, mas que o autor sabe do valor.”, pensei cá com meus botões: - eu não tenho nenhum momento prá lá de especial e nem vou conseguir falar de um momento único, pois prá mim, todo encontro com aves é único e mágico. Além disso, eu me emociono muito fácil (sou daquelas que chora até em inauguração de supermercado rs rs rs rs rs).

A vida para mim já é uma magia e ter sobrevivido a um AVCi na flor da idade já é mais do que mágico, é milagroso. A inclusão das aves no meu mundo foi algo pra lá de espetacular, foi um divisor de águas, pois encontrei tanto sentido nisso que nem tenho palavras que consigam traduzir esses sentimentos.

Resumindo: o fato de eu ter me apaixonado pelas aves é o momento mais mágico de todos.

Simplesmente fiquei enfeitiçada. Esse feitiço começou a se apoderar de mim quando visitei uma ilha com milhares de pinguins na Patagônia em março de 2010...acho que no intervalo de uma hora e pouco (tempo que ficamos em terra na Ilha Magdalena) eu fiz mais de mil fotos desses minúsculos sujeitinhos. Eu tinha vontade de pegá-los no colo, igual bicho de pelúcia e trazer para minha casa. Nessa época eu nem era ornitófila, e minha estada na Patagonia foi simplesmente para fazer fotos turísticas para uma revista (pasme) de automobilismo chamada Cavallino.

Pingüim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus)
- Magellanic Penguin
Isla Magdalena - Patagonia Chilena
Pingüim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus)
- Magellanic Penguin
Isla Magdalena - Patagonia Chilena
Eu, babando - by Camila Maluf
Pingüim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus)
- Magellanic Penguin
Isla Magdalena - Patagonia Chilena

sábado, 16 de fevereiro de 2013

O famoso Gavião-de-penacho do PETAR

O famoso Gavião-de-penacho do PETAR (Spizaetus ornatus)

Quer saber mais sobre esse lugar? Veja aqui 
 
Mas antes assista o vídeo abaixo.

Baixe o Adobe Flash Player 

Fonte: Terra da Gente

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

A Flórida não é só um lugar para fazer compras e ir à Disney. Tem natureza exuberante e muitas aves lindas!

Colhereiros (Platalea ajaja) - Roseate Spoonbill e outros em Merrit Island National Wildlife Refuge
Já faz um ano que fui, aff - como passou rápido! No final de 2011, eu e meu marido decidimos ir para a Flórida / Estados Unidos, tendo como foco assistir as "24 horas de Daytona" (corrida de automóveis de longa duração) em janeiro de 2012. Conhecer um super-autódromo sempre foi um dos meus sonhos. Planos projetados, passagens compradas, reservas feitas, malas prontas, lá fomos nós. Chegamos em Miami no dia 25/01. E antes que a sequência de acontecimentos comecem a sumir da minha cabeça, melhor contá-los aqui.

Antes de ir, comprei um Guia Visual da Folha de S.Paulo sobre a Flórida, contendo as principais atrações e dicas. Devorei e em pouco tempo já tinha assinalado os lugares que gostaria de conhecer, óbvio que todos continham a palavrinha "aves". Eu tinha muitos planos para passarinhar na Flórida, mas como não falo inglês nem espanhol, sair sozinha estava fora de cogitação. Apesar dos interesses diversos do meu marido, que não incluiam aves, ele me acompanhou aos lugares que pedi para fotografar os "penosinhos".