sábado, 25 de abril de 2020

ZA - A viagem dos meus sonhos - Kruger Nacional Park

ZA - Introdução - A viagem dos meus sonhos - Kruger Nacional Park 


Este foi um dos textos mais difíceis pra escrever e montar. Longo, intenso, quase um livro. Desde que cheguei de viagem, foram mais de 40 dias, isolada em casa sozinha, tratando e separando fotos, alimentando e  revendo listas, construindo palavras com base em pesquisas, memória e criatividade. Havia tanto a mostrar que acabei fazendo uma nova viagem dentro da viagem. Em quarentena sobrou mais tempo e foi mais tranquilo. Então, prepara a cerveja e o petisco e “senta que lá vem história”...

*Será dividido em partes com listas do eBird e links ao final de cada uma delas. Você poderá ouvir  músicas da minha play-list durante a leitura. Se conseguir ler tudo, e chegar no final, que é muito legal, seremos amigos para sempre. 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂

A ave que me motivou a conhecer a África
Fotos: arquivo pessoal Silvia Faustino Linhares

Eu nunca imaginei que ao realizar essa viagem as lembranças dela iriam ser um bálsamo para os meus dias de isolamento (ref. COVID-19). Nesse instante, lágrimas rolam pelas minhas faces. Hoje, quando repasso as fotos e os acontecimentos, penso que tinha muito mais coisa para eu conhecer e aproveitar, mas fica para a próxima.

Eu só posso agradecer a todos que participaram, fisicamente ou virtualmente, ou ainda que serviram de inspiração para eu conhecer outro continente.

domingo, 29 de março de 2020

Diário de uma passarinheira em quarentena

-------------------------


Relato de uma fotógrafa de passarinho em isolamento - 24/05/2020

Virginianos acordam com metas diárias preestabelecidas. Eis as minhas para esse isolamento (extremamente racionais e bem planejadas):

1 - acordar, criar coragem pra sair da cama, ir pra cozinha e preparar um substancioso desjejum,
2 - após o café, 30 a 40 minutos de esteira,
3 - fazer 50 minutos de exercícios,
4 - fazer almoço e deixar a cozinha arrumada,
5 - dar uma geral no apartamento,
6 - estudar inglês (sem "embromeixam"),
7 - abstrair a cabeça (qualquer coisa que seja descompromissada),
8 - dormir pelo menos 8 horas e ter sonhos profundos, de preferência coloridos,
9 - e nos intervalos, rede, rede, rede (falo das redes sociais kkkkkkkkkkkk - eita vício incorrigível).

Ocorre que hoje não teve jeito, a razão, mesmo depois de argumentar, foi obrigada a abrir espaço para o coração. Eu tinha terminado o item 2, já estava quase começando o 3 e, eis que ao invés de fazer os exercícios musculares, resolvo simplesmente me por a dançar. Troquei de roupa, coloquei um vestido leve e comecei a ensaiar alguns passinhos, há muito guardados em cima de um maleiro imaginário.

Aos poucos comecei a rodopiar, enquanto desafrouxava os braços e as pernas. Os sentimentos começaram a se alinhar ao som de uma velha música, que foi tema do filme Dança Comigo, onde Richard Gere causou muito no imaginário e corações femininos. ("Do you wanna dance?").

Do you wanna dance under the moonlight?
Love me girl all through the night

Baby, do you wanna dance?


Os pensamentos atravessaram a distância e o tempo. Um feitiço sem explicação. Quase maquiavélico.

sábado, 2 de novembro de 2019

MEX - Do México ao Avistar Brasil 2019

Você deve estar se perguntando o que uma coisa tem a ver com a outra, mas vamos lá, vou contar como tudo começou. Inclusive porque coloquei o título "Do México ao Avistar Brasil 2019". Leia a seguir como foi essa viagem e saiba também um pouco do que foi o grandioso evento sobre aves no Brasil. Tudo descrito com muita emoção e passarinhos.

tela na frente da minha poltrona

Na época que eu fotografava automobilismo (2007 a 2013), eu conheci a Cristiane Thurm, que se tornou uma amiga querida. A gente sempre batia papo entre um cafezinho e outro nas salas de imprensa dos autódromos espalhados pelo Brasil.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

SP - Albatroz à vista

"Fabiooo, albatroz, albatroz à frente." 


Quando ouvi isso, minha mente se libertou do torpor do sono e disse: "Epa!!! Acho que já amanheceu. Boralá?" Foi assim que acordei de sexta pra sábado no dia 19 de outubro p.p a bordo do barco Capitão Ximango.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Compilação dos meus poemas

*

Original escrita dia 04/05/2020 e publicada no Facebook no mesmo dia
Foto e texto by Silvia Faustino Linhares
Feita no Kruger PN/ZA
Março/2020

Poema do dia ou melhor, da madrugada.
Bom diaaaa, bora um cafezinho pra esquentar? ☕🎶🌷😜

Acordo no meio da noite. Silêncio total...
Eu adoro a madrugada silenciosa...
Sinto frio, arrepio, me encolho...
Um carro passa muito longe, não há vozes, não há risos, não há nada, nenhum zumbido... nem você comigo...
Apenas suspiro...
Onde andará você? Que hoje mora apenas nas lembranças do meu quarto escuro...
Recordo o dia que você chegou até mim...
Abriu as portas do meu coração, me encheu de beijos, me apertou em seus braços, iluminou a minha alma por alguns momentos preciosos...
Meus ouvidos ainda ouvem seus sussurros. Você murmurava meu nome, dizia que precisava de mim...
Até o dia que você sumiu sem aviso, sem se preocupar comigo ... fiquei paralisada, sem entender a razão ...
Foi amor de verão, e como chuva de verão, desapareceu pela enxurrada, misturou-se ao rio e sumiu no oceano...
Sobrou apenas uma arranhão, bem no meio do meu coração...
Hoje me pergunto, era essa sua intenção?
Passar por passar, sem nada deixar?
Sumir até não mais existir?
Que falta de sorte. Minha e sua...
Mas pior que se perder na distância e no tempo, é deixar para trás tão belos acontecimentos ...
Talvez seus olhos nunca mais vejam o encanto e a admiração dos meus...
Talvez seus lábios nunca mais sintam o doce gosto dos meus...
Talvez meus sonhos não mais incluam a sua presença, apenas lamentem a sua ausência...
Não há planos...
Em breve o dia vai nascer e quebrará o silêncio.
E você? Um dia quebrará o seu silêncio?


 

The Reckoning - UNSECRET
(The Witcher Theme)

segunda-feira, 29 de julho de 2019

MT - Expedição Fazenda Anacã 2019

Minhas andanças pelo Mato Grosso, tendo a Fazenda Anacã como pano de fundo.

06 de junho de 2019

O Mato Grosso é um Estado que faz parte da minha vida desde a minha infância, ainda quando era um único Estado. Tenho muitas recordações e passagens por ele. Mas foi na minha fase adulta que ele tornou-se deveras marcante, graças a sua magnífica avifauna e amigos maravilhosos que encontrei durante as várias passagens que fiz em busca de registrar penosinhos. Todas foram incríveis e somente a primeira que menciono abaixo foi contada aqui no bloguinho.

A falta de tempo e o "depois eu escrevo e posto" foram fazendo eu ficar em débito comigo mesma. Eu pretendia colocar tudo em dia neste mês de julho, mas devido a acontecimentos inesperados e a grande perda que sofri, (a partida do meu "papis") novamente vou postergar um pouco mais.

Vou aproveitar a oportunidade para mencionar todas elas nesse post e quando o tempo e a inspiração me permitirem, pretendo descrevê-las, uma a uma, com maiores detalhes.

domingo, 26 de maio de 2019

A vida é gostosa como um prato de morangos com creme de leite


A vida é gostosa como um prato de morangos com creme de leite.


Outro dia um amigo super querido me enviou pelo wapp uma música dizendo que ela me definia. Eu não conhecia a música. Procurei a letra pra ouvir e cantar junto entendendo a sua aplicação à minha pessoa. Quer saber? Eu me identifiquei demais. E por isso resolvi compartilhar aqui no bloguinho, porque lá no Facebook as postagens são engolidas por um buraco negro e somem. Segue um texto que explica um pouco porque eu curti tanto essa letra da música. (letra ao final)

sexta-feira, 19 de abril de 2019

SP - A incansável busca pela guaracava-de-crista-branca (Elaenia chilensis)

Tem passarinhos que passam anos sem que a gente consiga um simples registro deles. Mas tem alguns que se parecem com um espinho enfiado na garganta e só nos dá alívio quando a gente se livra deles. A guaracava-de-crista-branca (Elaenia chilensis) vinha me dando um olé desde março de 2014, onde durante uma passarinhada organizada pelo amigo Edson Endrigo, ela foi avistada de longe, porém não consegui um registro postável. Depois disso, sempre teve um amigo ou guia avisando onde essa migratória criaturinha chilena estava passando, mas nunca dei a sorte de ter vaga na agenda pra ir tentar. Como ela é só uma Elaenia sem gracinha (entendedores entenderão kkkkkkkkkk), a gente não se esforça muito.

Eu by José Dionísio Bertuzzo no Parque Central de Santo André


quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

MS - Passarinhando pelos terras sul-mato-grossenses

Espero que esse post transmita toda a "mágica" que eu senti durante a realização dessa viagem. Ao tentar colocar meus pensamentos e sentimentos em palavras aqui é como se eu estivesse viajando de novo. Então, venha junto, viaje comigo!!

Dando continuidade à recente mega expedição que fiz ao Mato Grosso DO SUL, cuja primeira parte literalmente terminou em pizza - rs rs rs  (leia mais pelo link -> MS -Serra do Amolar e a I Expedição a bordo do Lord do Pantanal), vou fazer alguns esclarecimentos iniciais antes de contar como foi a viagem propriamente dita. Ah! Leia até o final, tem poema e homenagem! Larga de preguiça, vai ... rs rs rs

A beleza escandalosa das araras vermelhas no Buraco das Araras


terça-feira, 15 de janeiro de 2019

MS - Serra do Amolar e a I Expedição a bordo do Lord do Pantanal

Apesar da demora, consegui concluir mais uma postagem recheada de emoção do começo ao fim. Tudo começou no dia 18 de maio de 2018 (fica tranquilo eu vou pular alguns meses kkkkkk). Era uma manhã de sexta-feira bem tranquila. Saí com os amigos para ir ao "AVISTAR  Brasil" no Instituto Butantã.

Assim que cheguei, o biólogo e passarinheiro, até então apenas amigo virtual, Thomaz Lipparelli, me pegou pela mão, me levou até o estande do Instituto Serra do Amolar e mostrou um folder, em seguida mostrou um vídeo contendo as belezas da desconhecida e secreta Serra do Amolar.

Tuiuiú (Jabiru mycteria) - ave símbolo do Pantanal - Foto by Silvia Linhares

Capa do folder oficial