Um esforço coletivo pretende devolver à Caatinga brasileira uma espécie rara que desapareceu da região mais de uma década

A ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), que ganhou fama ao protagonizar a animação “Rio”, do diretor Carlos Saldanha, é considerada extinta e possui apenas 80 indivíduos cativos no mundo. Diante disso, uma parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), organizações da sociedade civil sem fins lucrativos (SAVE Brasil e Funbio, via Carteira Fauna Brasil) e a Vale pretende criar as condições necessárias para proteger o habitat natural da ararinha-azul para que ela possa voltar à natureza